CURTAS VILA DO CONDE DISTINGUE CANÇÃO DE AMOR E SAÚDE COMO MELHOR CURTA-METRAGEM PORTUGUESA 12.07.2009

Imagem da notícia

CANÇÃO DE AMOR E SAÚDE, o último trabalho do realizador João Nicolau, conquistou o prémio de Melhor Curta-Metragem Portuguesa na 17ª edição do Festival Curtas Vila do Conde, que ontem chegou ao fim. Esta distinção foi atribuída pelo júri da competição internacional, constituído por valter hugo mãe, Marco Martins, Carlos Reviriego, Maike Mia Hohne e Olivier Père.

O filme, que tinha já tido a sua estreia internacional na Quinzena dos Realizadores, em Cannes, no passado mês de Maio, dá-nos a conhecer João, o único empregado visível do estabelecimento comercial Chaves Morais. Ele é também o filho do proprietário e não se coíbe de se ausentar do serviço para auscultar o sopro imaterial do seu coração gastando moeda atrás de moeda na Máquina do Amor. Marta do Monte é uma estudante de Belas Artes portadora de uma inusitada encomenda. A chave que para ela João copia abre mais que uma porta.