CANÇÃO DE AMOR E SAÚDE

Sinopse

João é o único empregado visível no estabelecimento comercial Chaves Morais. É também o filho do proprietário e não se coíbe de se ausentar do serviço para auscultar o sopro imaterial do seu coração gastando moeda atrás de moeda na Máquina do Amor. Marta do Monte é uma estudante de Belas Artes portadora de uma inusitada encomenda. A chave que para ela João copia abre mais que uma porta.

Bio-filmografia do realizador

João Nicolau nasceu em Lisboa e, por isso, nunca percebeu nem nunca há de perceber nada sobre o Médio Oriente. Trabalha como realizador, montador, actor e músico.
Realizou as longas metragens A Espada e a Rosa (2010) e JOHN FROM (2015) e as curtas Rapace (2006), Canção de Amor e Saúde (2009), O Dom das Lágrimas (2012) e Gambozinos (2013).
Os seus filmes são regularmente exibidos nos mais prestigiados festivais de cinema: Cannes, Veneza, Locarno, São Paulo, Belfort, Viena, Busan, Buenos Aires, Sevilha, Vila do Conde, Angers, Milão, Montreal, Mar del Plata, Belo Horizonte, Valdivia, Roma, Sarajevo, entre outros.

JOHN FROM [2015] GAMBOZINOS [2013] O DOM DASGRIMAS (para Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura) [2012] A ESPADA E A ROSA [2010] CANÇÃO DE AMOR E SAÚDE [2009] RAPACE [2006] CALADO NÃO DÁ [1999]

Exibição em Salas

Estreia em Portugal a 1 de Abril 2010, em complemento do filme*Ruínas* de Manuel Mozos

Excerto dos diálogos

MARTA DO MONTE:
Eu sou como o gaio: durmo de dia e de noite saio.

JOÃO:
Eu não saio.

MARTA DO MONTE:
E o que é que ficas a fazer em casa?

JOÃO:
Fico a ler livros sobre gaios.

Nota do Realizador

Não existem crédulos como João nem estudantes com a disponibilidade de Marta do Monte. Felizmente, existem bons escritores. Um deles é Machado de Assis que nos deixa o sábio conselho:

“.... Amai, rapazes! E, principalmente, amai moças lindas e graciosas; elas dão remédio ao mal, aroma ao infecto, trocam a morte pela vida… Amai, rapazes!”

Festivais e Prémios

41ª Quinzena dos Realizadores [França, 2009]
17º Curtas Vila do Conde – Competição Nacional [Portugal, 2009]: Melhor Filme da Competição Nacional – Grande Prémio TÓBIS

Ver mais

Crítica Libération

“Possivelmente não se viu filme tão inventivo quanto Canção de Amor e Saúde, do português João Nicolau.

Ver mais

Crítica Público

“... retoma a indolência quase ideológica das personagens do “episódio” anterior, Rapace e volta a fazer da inércia um acontecimento fulgurantemente cinematográfico,

Ver mais

Crítica José Oliveira

“É irresistível mais uma vez, um objecto fantasista e fresco ao qual é difícil achar comparação.

Ver mais

Veja o filme online. A qualquer hora, em qualquer lugar.

Sons

Ficha artística

Norberto Lobo Marta Sena Ana Francisca Helena Carneiro Andreia Bertini Miguel Gomes

Ficha técnica

argumento e realização João Nicolau director de fotografia Mário Castanheira 1º assistente de realização Telmo Churro ensaiadora Mariana Ricardo anotação Manuel Mozos som Ricardo Leal direção de arte Sílvia Grabowski maquilhagem e cabelos Patrícia Dias montagem Francisco Moreira, João Nicolau montagem som e mistura Miguel Martins directora de produção Ana Gomes produtor delegado Luís Urbano co-produtor Justin Taurand produtores Luís Urbano, Sandro Aguilar

35MM | 1:1.66| DOLBY SRD | COR | 34’

© O SOM E A FÚRIA, LES FILMS DU BÉLIER, 2009

Apoios

  • Filme apoiado pelo ICA | MC ICA | MC
  • e a participação de Canal+ Canal+
  • e de RTP RTP
  • apoio Paulo Vieira Cabeleireiros Paulo Vieira Cabeleireiros