REMAINS

Sinopse

Tudo ameaça estalar e, no entanto, esta marcha devoradora aconteceu bem no passado. Não restam gemidos no quarto ao lado, o vento deixou de assobiar nas escadas, as partículas do ar atiram-se umas contra as outras, mas é apenas o vazio contra o vazio.

Bio-filmografia do realizador

Nasceu em 1974. Em 1997 conclui o curso de Cinema na área de Montagem da Escola Superior de Teatro e Cinema. Em 1998 fundou a produtora O Som e a Fúria.
Os seus filmes ganharam prémios em festivais como La Biennale di Venezia, Gijón, Oberhausen e Vila do Conde e foram exibidos, entre outros, em Torino, Belfort, Montreal e Clermont-Ferrand.
Sandro Aguilar foi alvo de retrospectivas no BAFICI e em Roterdão, Nova Iorque e Arsenal-Berlim.
Em 2013 foi convidado a integrar o reputado programa DAAD – Artist in Residence, Berlim.

MARIPHASA [título provisório] [2017] BUNKER [2015] FALSE TWINS [2014] JEWELS [2013] DIVE: APPROACH AND EXIT [2013] SINAIS DE SERENIDADE POR COISAS SEM SENTIDO [2012] MERCÚRIO [2010] VOODOO [2010] A ZONA [2008] ARQUIVO [2007] A SERPENTE [2005] REMAINS [2002] CORPO E MEIO [2001] SEM MOVIMENTO [2000] ESTOU PERTO [1998]

Exibição nas salas

ESTREIA EM PORTUGAL COMO PARTE DO CONJUNTO DINAMITEM A TERRA DO NUNCA (COMPOSTO PELAS CURTAS METRAGENS KALKITOS, CORPO E MEIO, 31, REMAINS) A 4 DE JULHO DE 2003

Festivais

Festival Internazionale del Film Locarno [Suiça, 2002]
Festival International Nouveau Cinéma Nouveaux Médias [Canadá, 2002]

Ver mais

Veja o filme online. A qualquer a hora, em qualquer lugar.

Imagens

Ficha técnica

realização e argumento Sandro Aguilar fotografia Sandro Aguilar som Miguel Martins, Sandro Aguilar montagem Sandro Aguilar produtores João Figueiras, Sandro Aguilar

35MM | 12’

© O SOM E A FÚRIA 2002